Free Hosting

Free Web Hosting with PHP, MySQL, Apache, FTP and more.
Get your Free SubDOMAIN you.6te.net or you.eu5.org or...
Create your account NOW at http://www.freewebhostingarea.com.

Cheap Domains

Cheap Domains
starting at $2.99/year

check

PHANTASY STAR 4

THE END OF THE MILLENIUM

 

:: [inicial] :: [andamento] :: [membros] :: [fotos] :: [downloads] :: [forum] ::

 

 

Firefox - The Browser, Reloaded:: sobre a tradução

    Após várias tentativas, sem sucesso, de traduzir o quarto episódio dessa série fantástica, eis que em 2004, a compressão dos diálogos é finalmente quebrada. Não tardou muito para uma legião de fanáticos por Alys e companhia se oferecerem como colaboradores para a monumental tarefa de trazer essa história magnífica ao nosso idioma.

     A tradução de Phantasy Star 4 está sendo realizada com bastante cuidado para não decepcionar os seus fãs. Todos os caracteres utilizados na língua portuguesa foram inseridos no game, o que proporciona uma grande liberdade para se alcançar uma excelente adaptação ao português!

    

    Boa parte dos scripts já foram concluídos, entretanto será dada muita ênfase na revisão. Após terminar essa parte, será feita também uma revisão "in game" (jogar a tradução) para confirmar que tudo ocorreu como planejado, isso é importante para detectar bugs eventuais.

 

    Além da versão caseira, fomos contactados pelo grupo Sayans Traductions da Espanha para começar uma tradução para o espanhol. Nessa parceria, a parte de romhacking fica conosco e eles se encarregam da tradução e revisão.

:: sobre o jogo

     Chamado de Phantasy Star: At the End of the Millennium no Japão, Phantasy Star 4, desenvolvido e publicado pela Sega e lançado nos Estados Unidos para o Mega Drive no final de 1994, é um RPG de proporções épicas que se expande por três mundos e pode-se dizer que é a materialização gloriosa do que pode certamente ser chamado de uma das séries de RPG mais espetaculares de todos os tempos. Seus gráficos maravilhosos, trilha sonora sensacional, história empolgante e um sistema de batalha incrívelmente desenvolvido fazem dele o mais profundo e mais divertido da série.

     A maior parte da inovação em Phantasy Star 4 pode ser encontrada no sistema de batalha do jogo. À primeira vista, o sistema pode parecer apenas mais um baseado em turnos, entretanto, ele vem recheado de inovações. É possível aprender 14 combinações de ataques misturando-se várias habilidades e técnicas para alcançar poderosos danos nos inimigos. Os ataques combinados podem envolver de dois até quatro personagens dos cinco possíveis em um grupo. Outra coisa notável é a fluência da batalha, que é rápida, excitante e, em alguns casos, bastante tensa. Para completar o arsenal de novidades, existem oito macros, com as quais o jogador pode programar seus personagens para repetirem seus comandos na mesma batalha ou em outras acionando-se apenas um comando.

    O poderoso Land Rover permite que os nossos heróis viajem por sobre a areia movediça! Além disso, é possível entrar em batalhas com veículos, mas ao contrário da maioria dos jogos, o veículo é que ataca e não os personagens. Uma batalha com veículos é similar a uma batalha padrão, exceto pelo fato do veículo ter um certo número de Pontos Especiais (HP) que são recuperados após cada batalha. Resumindo, Phantasy Star 4 mescla o tradicional modo de batalha baseado em turnos com diversas inovações.
    Saindo do campo de batalha, Phantasy Star 4 oferece uma interface simples e fácil de usar, com dungeons criativamente desenhadas e cidades interessantes e divertidas de se explorar. Problemas nas versões anteriores como a monotonia de Phantasy Star 3 e a quantidade absurda de "level up" necessários em Phantasy Star 2 foram praticamente eliminados, permitindo um maior foco no que é realmente mais importante: o divertimento.
    Phantasy Star 4 tem músicas fantásticas que são tão envolventes e bem compostas que facilmente transcendem a maioria das limitações de som do Mega Drive. A trilha sonora de Takeuchi e Nakagashi combina baladas emotivas, músicas de aventureiros, sons techno futurísticos e batidas excelentes para as batalhas. Elas realmente inserem o jogador no universo em que a ficção científica se encontra com a idade média. Os temas das dungeons são memoráveis, em alguns casos invocam a nostalgia do primeiro jogo da série e sempre capturam a atmosfera e a intensidade dos ambientes das cavernas e calabouços, de uma forma que muito poucos jogos conseguiram.
       Os temas das batalhas realizam um trabalho incrível, capturando a essência dos seus adversários e a ferocidade das cutscenes. Os efeitos sonoros de PS4, particularmente os dos ataques dos inimigos, são únicos e servem para enaltecer ainda mais a atmosfera poderosa do jogo. No geral, os sons e as músicas de Phantasy Star 4 são simplesmente antológicos.
 
    O universo de Phantasy Star tem uma história rica, uma mitologia única e mistura o tecnológico com o medieval sem precedentes. Esse enredo fenomenal é o que mantém o nível da série. O personagem principal, Chaz Ashley, um Caçador de Recompensas de Aiedo, a maior cidade do planeta Motávia, e sua mentora, Alys Brangwin, embarcam numa aventura simples para livrar a academia de Piata de Monstros Biológicos para então prosseguir e investigar o surgimento de Monstros Biológicos por todo o planeta Motávia.     Durante o desenrolar da aventura, que compreende três mundos, o jogador se encontra com membros com diferentes peculiaridades, que dão suas contribuições de atuação nessa história magistral. A Sega criou para os personagens diálogos brilhantes que evidenciam os seus amadurecimentos durante o jogo.
    Com relação aos gráficos, PS4 tem possivelmente os melhores que o Mega Drive já ofereceu. Os personagens têm um visual muito legal e as cenas de anime que acompanham certos diálogos são simplesmente maravilhosos, levando ao jogador todas as emoções dos personagens principais, NPCs e vilões. Além disso, cada personagem tem um avatar associado no estilo de Der Langrisser, porém com uma qualidade superior.

     O mapa do mundo também proporciona belos visuais, como a água animada e os ambientes que variam entre os três planetas. As dungeons e as cidades têm um aspecto intrigante e a combinação de estilos de ficção científica com medieval é um tremendo avanço em relação à monotonia que marcou Phantasy Star 3. (Só para ter uma idéia, os monstros de Final Fantasy, outra série espetacular, não eram animados até a série chegar ao seu sétimo episódio, lançado três anos depois de PS4). O chefe do castelo flutuante tem gráficos memoráveis, que vão levar às lágrimas os fãs veteranos de Phantasy Star.

     Phantasy Star é a resposta da Sega a Dragon Quest e Final Fantasy. Em muitos aspectos PS supera seus concorrentes. Ps4 contém todo os ingredientes que fizeram a série Phantasy Star o que é hoje. Ou seja, é um dos melhores RPGs de todos os tempos, que merece um lugar na gameteca de todo jogador de bom gosto.

BrOffice.org -> Projeto Brasil para o Brasil

:: texto por ::
[ » Hyllian « ]
:: design by ::
[ » Fserve « ]

Made with Nvu